1 de setembro de 2016

Exposição de Ppintura de Edgar Costa na Casa do Alentejo de 27/08/a29/09/ 2016

Edgar Costa
Exposição de Pintura
Na Casa do Alentejo desde 27/08/a29/2016
O meu bom amigo grande cabeleireiro em Portugal, mas sim tambem grande pintor, que merece a pena visitar a exposição não só para ver as obras, mas com forma de homenagear este homem que acumula duas artes em simultâneo.
Parabens amigo Edgar Costa e bons sucesso

GostoMostrar mais reações
Comentar

3 de agosto de 2016

Quando a exposição no Casino Estoril em Lisboa, que fiz destas exposições uma paixão pelas antiguidades.
GostoMostrar mais reações
Comentar

Museu do barbeiro e cabeleireiro

OS BARBEIROS E A SUA HISTÓRIA
Os barbeiros e a sua história no Século XVII/XVIII.
No século XVII e XVIII, os barbeiros eram profissionais que viajavam pelas províncias oferecendo seus serviços que incluíam corte de cabelo, sangrias, benzedura e venda de raízes, dentre outras coisas. Como sujeitos em trânsito, os barbeiros levavam histórias, cousas e acontecimentos muito variados, vividos por eles nas localidades.
Os barbeiros praticaram todos este notáveis trabalhos de dentista barbeiro cirurgião e curandeiro e sangrador livremente mas tinha que passar dois anos de pratica nos hospitais, ate que o cirurgião mor lhes passasse a carteira, para exercer essa pratica de serviços.
Só foram proibidos pelo Senado da altura que em 31 de Julho de 1871, que quis ficar em dentista ficou e quem quis optou por barbeiro, que foi aqui que os barbeiros tiveram que se dedicar a uma só trabalho, embora se foi praticando muito tempo mesmo sem autorização. Ainda era menino e moço em 1950, me lembro um barbeiro na minha terra era que arrancava os dentes.
Os barbeiros eram pessoas extremamente interessantes, pois, além do serviço de barbearia, eles também praticavam o comércio, e toda sorte de serviços rápidos demandados pelas comunidades, incluindo algumas práticas de cura. Antes de 1871, muitas pessoas resolviam seus problemas de saúde recorrendo a boticário, cirurgiões-barbeiros, barbeiros, sangradores e curandeiros, e barbeiros tratar das espadas dos reis.
Os barbeiro, além de cortar e pentear os cabelos e barbear, alugava sanguessugas para os médicos-cirurgiões e clientes, fazia curativos e operações cirúrgicas pouco importantes. Por terem grande habilidade manual, os barbeiros faziam também extracções dentárias, porque a época ainda não existia a odontologia e muitos cirurgiões na maior parte, cirurgiões práticos não intervinham na boca das pessoas, por receio ou por desconhecimento de que isso seria possível.
Os novos tempos trouxeram à barbearias as infindáveis conversas sobre futebol e política, além de outras variedades.
A barbearia, assim organizada, faz lembrar das barbearias antigas e traz ao presente alguns vestígios de um passado no qual os médicos não possuíam a autoridade conquistada na
actualidade. A higiene era praticada com outros parâmetros que os da actualidade.
. Os barbeiros eram, portanto, pessoas de referência, conselheiros sociais, além de profissionais envolvidos com a solução de problemas de saúde do espírito e do corpo.
Nas barbearias passaram diversas gerações de homens à busca de um bom corte de cabelo, boa conversa e ajuda para as suas aflições, dúvidas e males.
Valorizemos esses espaços de cultura, entendendo todo o seu significado histórico, social e cultural, pois os barbeiros foram a profissão única que tem regimento próprio.
Atentamente.

29 de junho de 2016

Barbearia em Lamego na Rua da Ollaria



 Bruno Lima abre barbearia EM Lamego

Lamego tem mais uma barbearia que abriu na Rua da Olaria, A abrir possivelmente do dia 9/7/2016
 com um excelente profissional actualizado, que merece uma visita ao seu estabelecimento que com certeza que ira ficar satisfeito com o corte de cabelo e barba

29 de maio de 2016

POr Olimpio Fernandes

Joaquim Pinto, o colega distante e sempre perto,
È o cabeleireiro em Portugal, mais premiado e no estrangeiro.Fundador do Museu do Barbeiro e do Cabeleireiro, no Centro Comercial Apolo, em Lisboa, tendo a rara simplicidade, a um colega de aldeia, como é o meu caso, de me tratar de igual para igual, porque sabemos do elitismo, de uns tantos tontos, apetece-me divagar com os pobres devaneios de alguns colegas.Hoje no Festival no Casino, com entradas gratuitas, Joaquim Pinto,s...ubiu ao palco , durante anos.Hoje, vou ficar pelos bastidores,orgulhando-me do êxito dos meus colegas, os quais vão suportar as minhas "birras"de os "empurrar" para estes dias em que nos sentimos felizes na profissão. Logo dou noticias aos meus visitantes do festival que nos identifica numa bela profissão,quando sinto na prática, que os exitos dos meus colegas, são para mim a satisfação, não é Alexandra, Luigi e outros mais.
Ver Mais
Gosto
Comentar
Comentários
Joaquim Pinto Caro amigo Olimpio obrigado pelo elogio, mas o meu amigo não fica para traz, que é um homem dos grandes cabeleireiros em Portugal e da Radio, e de muita cultura. abraço amigo Pinto

Há quarenta anos no Centro Comercial Apolo 70


Faço amanhã 40 anos que comecei a trabalhar no centro Comercial Apolo 70 e propriamente no cabeleireiro,
Muitas histórias e boas para contar, que foi frequentado por grandes personalidades da vida empresarial e politica e da vida social deste Pais, Guardo com saudades muitas amizades dos amigos do Apolo e em especial meus estimados clientes que muitos me acompanham á 40 anos. um abraço amigo a todos e espero enquanto eu puder de prestar todo meu profissionalismo e a maior atenção por todos os que visitam os Pinto?s Cabeleireiros Apolo 70 em Lisboa. um abraço amigo "Joaquim Pinto".

27 de maio de 2016

Anuncio

Alcântara. Alugam-se 2 pequenos espaços com 6 m2 e 15 m2 próprios para Estética, Contabilidade e outros 200,00 € e 350,00 € Telefone: 965581145

7 de abril de 2016

Condecoração da Camara Municipal de Resende



Presidente da Câmara Municipal de Resende Dr. Garcez Trindade, ao entregar a Medalha de Mérito de Ouro do Município.
Joaquim Pinto muito sensibilizado e agradecido pela condecoração, e deixa um grande agradecimento ao ex. Presidente da Câmara, hoje Presidente da Assembleia geral,  Eng. António Borges.

5 de abril de 2016

 

 Por Emb. Francisco Seixas da Costa

 

O ouro da vida

No passado sábado desloquei-me à sede de um pequeno município no Douro. Tratava-se da entrega de uma medalha de ouro municipal a um amigo, que reside em Lisboa, promovida pela Câmara Municipal da terra de onde é originário. 
A distinção era justificada, entre outras razões, pela projeção que esse meu amigo dá à sua terra, através do seu prestígio e honradez profissionais. Tratou-se de uma dentre as várias personalidades locais que receberam o galardão.
Foi uma cerimónia simples, mas, curiosamente, não foi uma cerimónia "vazia", feita de retórica balofa, pelo que não foi nada penosa de acompanhar. Das palavras genuínas que alguns dos homenageados pronunciaram ficou patente o gosto pelo reconhecimento que haviam obtido mas, principalmente, pelo facto do respetivo percurso de vida, muito diverso de caso para caso, ter merecido uma consagração em face dos seus concidadãos, funcionando assim como um exemplo para estes. Estavam ali muito poucos "doutores & engenheiros"; na sua maioria era tudo gente simples, que arregaçara as mangas da vida e fora capaz de trocar as voltas ao destino menos fácil que o seu início de vida indiciava.
Deixo aqui um abraço ao meu amigo Joaquim Pinto pelo merecido galardão que lhe foi atribuído.
4 comentários:

17 de março de 2016

3 de março de 2016


Taça e pincel em prata,Uma peça no museu do meu colega J.Pinto

terça-feira, 1 de março de 2016

Micael. Cova Gala




Um corte com 4 versões de penteados.Claro que os estimados visitantes não notam os pormenores, nem a tanto são obrigados. No facebook, temos contactos profissionais, desde a Figueira, Santana, Porto, Braga, Guimarães, Lisboa, Museu do barbeiro-cabeleireiro, então sim: vou fazer um teste aos diferentes arranjos, e alterações nos penteados, porque parecendo iguais, não me perece que o sejam.